por ACA

O FORME 2017.1 foi uma turma diferente

Mais um turma, em Arcoverde, concluiu o FORME (Formação Empreendedora e Desenvolvimento Empresarial) – que tem como objetivo disseminar práticas empreendedoras. O projeto é patrocinado pelo Instituto Fecomércio PE  e apoiado pela ACA (Associação Comercial e Empresarial de Arcoverde), juntamente com a Prefeitura Municipal de Arcoverde, que cedeu o Centro de Integração para que os encontros pudessem ser realizados.

Sempre que fui fazer a cobertura das formaturas do projeto, Rosimar Silva, Diretora da ACA e facilitadora do projeto, solicitava ajuda para o acompanhamento das Empresas Crias que são formadas durante o projeto. O pedido me despertou o desejo de colaborar de alguma maneira. Mas para isso, senti a importância de vivenciar todo o processo e entender como tudo acontece. Encarei o desafio e sou uma das alunas dessa turma concluinte do FORME 2017.1. E posso afirmar que vivenciar o FORME foi uma experiência transformadora, entendi como tirar uma ideia da cabeça e colocar no papel. E todas as etapas do empreendedorismo.

Além de aluna eu queria contribuir ainda mais com o projeto e com a união de todos acabamos fazendo dessa turma, uma turma diferente. Conseguimos levar palestras com empresários, que já estão consolidados no mercado, e profissionais de diversas áreas que foram dividir suas experiências.

A Rejane Maciel, da Diretora do Grupo LW e presidente da ACA, falou da sua trajetória de sucesso e incentivou todos os participantes a se manterem focados  em objetivos.E a importância do planejamento empresarial para que o negócio tome forma e seja bem sucedido.

Ronald Falabela, da Múltipla, empresa especializada em pesquisa, mostrou como é importante a pesquisa de mercado antes de se abrir um negócio. É preciso entender o mercado, conhecer o cliente, seus anseios e a disponibilidade de pagamento para concluir a viabilidade de um negócio.

O Advogado Rusen Lacerda, do escritório Lacerda Advogados, palestrou sobre Direito do Consumidor com foco no empresário, e passou dicas essenciais para que os futuros empreendedores possam atuar de forma ética no mundo dos negócios. Respeitando o consumidor e todos os seus direitos.

Jussara Pereira, nome à frente da MedShop e Secretária de Desenvolvimento de Arcoverde,  abordou a importância do associativismo para que o empreendedorismo fique mais fortalecido. Jussara Pereira aproveitou a ocasião para falar que todo negócio nasce de um sonho, portanto esse sonho precisa ser bem cuidado para se tornar real e viável.

Erica Galindo Tavares, Coach e participante do Núcleo de Economia Criativa da ACA, trouxe para a turma uma palestra sobre o Papel da Oratória no Empreendedorismo. Durante a explanação ensinou técnicas de como os alunos poderiam apresentar seus trabalhos para a banca avaliadora, na conclusão do curso, bem como se comunicar de forma correta com seu público.

Avaliação – Participaram da banca avaliadora: Rodrigo Henrique, do Hotel Amaretto e vice-presidente da ACA, Nivaldo Sampaio, Caméllias Comunicação Visual e Brena Castelo Banco, da FECOMÉRCIO.

Concluíram o projeto 23 participantes que formaram 13 Empresas Crias.

A PRÓPRIA  – Poliana Marinho e Claudia Hibraina

 

Carlos Alberto, Marília, Junior – Tapioca do Sertão

 

Drayton – Consultre

 

Alberto – Beto Calçados

 

Mikerly – MM Marmitas

 

Hayanny e Daniele – DH Decore

 

Patrícia Viturino – Birô de Modelagens

 

Jessé e Evandro – Types of Snacks

 

Joseane – Bela Cosméticos

 

Eliane e Isabel – Sonho Bijoux

 

Rejane e Vanessa – Chock Wolrds

 

Hayanny e Daniele – DH Decorações

 

Claudia e Vitor – Sertão Poodle

 

Josy – JS Decorações

 

Amanda Batista – Coach

 

Rosimar Silva – Facilitadora do FORME

Superação – Nessa turma do FORME um projeto mereceu um destaque especial. De acordo com  Rosimar Silva, o projeto escolhido foi o da empreendedora Mikerlly que queria montar uma empresa na área de delivery de marmitas, mas que considerava difícil conseguir colocar em prática sua ideia. “Sou defensora que a atitude empreender se mostra uma alternativa de renda para muitas pessoas. E a nossa aluna tinha uma ideia super viável, mas como todo negócio, precisa de planejamento para que se torne algo realmente atrativo e cause impacto no público-alvo. Dessa forma, eu lancei um desafio para Mikerlly vender apenas uma marmita do seu próprio almoço. E a nossa aluna foi bem mais além: conseguiu fechar parceria com a Tapioca do Sertão e passou a fornecer as tapiocas para essa empresa que também é fruto do FORME” relatou super feliz e orgulhosa Rosimar.

E se você tem uma ideia e quer transformar em um negócio. Venha fazer parte da próxima turma do FORME. As inscrições podem ser feitas na ACA.

ACA
Sobre ACA
FORME 2017.1