por ACA

Rejane Maciel, Presidente da Associação Comercial e Empresarial de Arcoverde e Presidente do Conselho de Segurança de Arcoverde, presidiu, ontem, 30, na Câmara dos Vereadores, a mesa de debates sobre os rumos da violência na cidade. Ao lado de Rejane Maciel, que também é empresária e está a frente do Grupo LW, estavam o Capitão Emersom, e o Delegado Henrique Paiva, representando as Polícias Militar e Civil respectivamente.

 

O Capitão Emerson, apresentou os números sobre o contingente de policiais:

  Em Arcoverde existe um efetivo médio de 40 policiais nas ruas que se revezam em plantões de 12h por 36h. Estão se formando mais 30 policiais militares que irão se somar ao quadro, mas é preciso levar em consideração que dos 30 atuais alguns estão em vias de se aposentar” informou o Capitão.

 

Os participantes do encontro reclamaram, que os telefones disponíveis da polícia militar não atendem e a população acaba sofrendo mais ainda com a violência. Como forma de solucionar essa questão, o Capitão Emerson disponibilizou dois números de telefone celular para população acionar em casos de emergências.

Os números são: (87) 9.9978 2566 | (87) 9.9978 2567

 

O Delegado Henrique Paiva, ouviu o relatos das pessoas presentes que pontuaram o quanto a violência em Arcoverde tem crescido a cada dia que passa. O Delegado foi enfático com relação a necessidade da população denunciar os casos de roubo, pois o governo trabalha com estatísticas.

  O governo trabalha baseado em números, por isso é importante registrar os casos de violência para que os relatórios sejam feitos de acordo com a realidade. Se não houver denúncia, os números ficam mascarados e o governo não disponibiliza contingente para a cidade” frisou o Delegado.

 

Rejane Maciel explicou que está sendo elaborado um projeto de monitoramento para as principais ruas do comércio, com câmeras que fazem o reconhecimento fácil.

  Esse é um projeto ousado que irá ajudar as polícias Militar e Civil nas investigações dos crimes. Acredito que este tipo de ação possa coibir os assaltos que andam acontecendo em Arcoverde e contribua para uma maior sensação de segurança na nossa querida cidade” desabafou a cidadã de Arcoverde, Rejane Maciel.

 

 

 

 

ACA
Sobre ACA
Reunião do Conselho de Segurança de Arcoverde.