por ACA

A Prefeita de Arcoverde, Madalena Brito, lançou um decreto que estabelece a criação de um Conselho de Segurança Pública. A primeira reunião aconteceu na Câmara de Vereadores de Arcoverde e contou com a participação de vários representantes de entidades pública e privadas. Rejane Maciel, Presidente da ACA (Associação Comercial Empresarial de Arcoverde), presidiu a reunião do Conselho de Segurança que teve como objetivo apresentar os integrantes que participarão do conselho, formar a diretoria e o Conselho Fiscal.

 

Representando o 3º BPM (Batalhão da Polícia Militar), o Comandante Alfredo Wanderley Cavalcante, apresentou estatísticas que comprovam, que apesar das dificuldades enfrentadas com o número reduzido de efetivo de policiais, Arcoverde apresenta números de violência bem abaixo do “aceitável”. “Arcoverde registrou 32 homicídios em 2016. Até o mês de abril deste ano tivemos  4 homicídios” esclareceu o Comandante Alfredo Wanderley Cavalcante.

 

Sobre as ações para o período junino o Comandante 3º BPM Alfredo Wanderley Cavalcante, informou que serão repetidas as ações que foram implementadas no ano de 2016 que contou como a presença de todo efetivo da PM de Arcoverde nas ruas nos dias de festejo junino.

A impunidade foi uma questão bastante discutida durante a reunião em virtude das leis que, muitas vezes permitem brechas que favorecem as pessoas que cometem delitos. Aproveitando esse item o advogado Fabiano, ressaltou a importância de cobrar mais rigos por parte do poder judiciário quando detectado reincidência por parte dos acusados.

Conselho de Segurança Pública de Arcoverde.
ACA
Sobre ACA
Reunião sobre o Conselho de Segurança Pública de Arcoverde